Notícias

CANADIAN confirma INVESTIMENTO de R$ 1,5 BILHÃO em novo parque de ENERGIA

icone facebook icone twitter icone whatsapp

Maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, a Braskem firmou um contrato de longo prazo para compra de energia renovável com a Canadian Solar, viabilizando a construção de um novo parque de energia solar no Brasil.

Com investimento total estimado em R$ 1,5 bilhão em novos projetos, a Canadian está erguendo um cluster de geração solar em Minas Gerais e firmou ainda um contrato com a Copel para construção de outra usina em Pernambuco.

Com o início de execução do contrato, previsto para 2023, a Braskem elevará a 20% a fatia da energia proveniente de fontes eólica e solar no consumo projetado no mercado livre.

Com cerca de 300 MW médios de carga projetados, a Braskem tem mais de 20 unidades consumidoras e integra a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Para a Canadian, o acordo de 20 anos com a petroquímica representa o primeiro a ser assinado diretamente com um cliente industrial no Brasil e abre um novo mercado.

usina solar no norte de Minas Gerais que atenderá ao contrato terá capacidade instalada de 152 megawatts-pico (MWp), potência suficiente para garantir o fornecimento a uma cidade de 430 mil habitantes.

No país, o portfólio de projetos próprios da multinacional totaliza 1,76 gigawatt-pico (GWp), de um total de pelo menos 6 GWp globalmente.

“Esse contrato atende à estratégia de energia renovável traçada pela companhia, que busca viabilizar a construção de novos parques no país”, explica o diretor de energia da Braskem, Gustavo Checcucci.

Em dois anos e meio, esse é o terceiro contrato dessa natureza firmado pela petroquímica. No fim de 2018, anunciou um acordo estimado em R$ 400 milhões com a EDF Renewable do Brasil, também de 20 anos, viabilizando a expansão de um parque eólico na Bahia.

O segundo contrato, com a Voltalia, foi fechado em março e viabilizará a expansão de um complexo solar no Rio Grande do Norte.

Por meio desses dois acordos, a Braskem estima que vai evitar a emissão de cerca de 455 mil toneladas de gás carbônico.

A essa conta se somam as 500 mil toneladas de gás carbônico que deixaram de ser emitidas em 20 anos a partir do contrato com a Canadian Solar.

No projeto no norte de Minas Gerais, a petroquímica assume a posição de âncora e a Canadian poderá buscar outros parceiros.

“É uma energia competitiva. Vamos avaliar novos projetos, com essa estrutura ou outro modelo”, observa Checcucci.

Segundo o diretor de desenvolvimento de projetos da Canadian Solar no Brasil, Gustavo Vadja, o contrato com a Braskem garante acesso a financiamento para construção da usina.

Além do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco do Nordeste (BNB) tem sido importante agente financiador dos projetos da companhia sino-canadense no país.

“Vamos iniciar a construção em maio ou junho de 2021”, afirma.

Além do contrato com a Braskem, a Canadian anunciou a assinatura de um acordo de 15 anos com a paranaense Copel, para construir uma usina fotovoltaica em Pernambuco com capacidade de 122 MWp.

Considerando-se os acordos com Braskem e Copel e contratos adicionais, a capacidade instalada dos projetos deve alcançar 508 MWp, mediante o investimento estimado em R$ 1,5 bilhão.

Fonte: BVMI – Stella Fontes


Fonte: https://bvmi.com.br/canadian-confirma-investimento-de-r-15-bilhao-em-novo-parque-de-energia/



Voltar